quarta-feira, 18 de junho de 2008

Caminhante

Um homem caminha solitário na estrada. Sem seu cavalo, sem sua arma, sem seu chapéu. Solitário.
Um homem caminha com sua esposa pela estrada. Sem filhos, sem planos, sem sonhos. Com sua esposa, só.
Um homem caminha com seu cachimbo pela estrada. Sem fumo, sem erva, sem tosse. Com seu cachimbo vazio.
Um homem caminha molhado pela praia. Barraca, bola, bóia. Um homem caminha pela praia cheia.
Um homem caminha, tropeça, se derruba e pretende voltar. Calor, fome, horizonte distante. Muito espaço, melhor seguir.
Um homem caminha, caminha. Caminha. Sentado na janela, pensando na vida futura, um menino. Nem sabe o que é caminhar.

Um menino. Quintal, ônibus, escola.
Um gato. Cachorro, muro, prato.
Um homem, com sua esposa, caminha. Caminha até o carro. Caminha.
Com um gato e um filho na casa.
Não, não! Sem gato, sem filho, sem esposa, sem carro. Sem cachimbo, sem chapéu, sem fumo, sem tosse, sem bóia, sem sol. Com chuvas torrenciais. Caminha, cuidado com os sapatos molhados.

Um homem caminha com sua chuva pela estrada. Sapatos, gravatas, dedos - tudo pinga.
Um homem caminha com seu leão. O que seria de um homem sem seu leão?
Um homem caminha saltando e sorrindo. Sem filho, sem chuva, sem leão. Sorrindo, solitário. Sorrindo. Sorrindo.

(Escrito sob o efeito de Tangerine Dream)

Um comentário:

isisbrunaviera disse...

uma mulher fica parada na estrada, olha, os carros e onibus passando, e ela nao passa, mas tudo passa

uma mulher fica parada em casa com seu marido, ele passa, suas ofensas passam, e ela fica parada

uma mulher fica parada ao lado de si mesma, e percebe que fica ali pra fazer compania para si

uma mulher fica zangada e deixa ela propria parada, e fica sem a presença dela mesma,
e fica
e mulher
e fica
e parada
e só